Quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Facebook Twitter Instagram

<< Voltar

Cotrijal compra 14 unidades de recebimento de grãos da BSBios de Passo Fundo

Publicado em 01.07.2016 14:11

cotrijal

Petrobras é dona de 50% das ações da BSBios, com sede em Passo Fundo.

Uma das maiores produtoras de biodiesel do país, a BSBios decidiu voltar a concentrar seus investimentos na sua origem. Hoje, em Passo Fundo, a empresa irá anunciar ao mercado a venda das 14 unidades de recebimento de grãos a outra gigante do agronegócio gaúcho, a cooperativa Cotrijal, de Não-Me-Toque.

– Nascemos na indústria, produzindo biodiesel. Queremos nos preparar para o crescimento que o setor viverá nos próximos quatro anos – disse Erasmo Battistella, diretor-presidente da BSBios.

Por isso, a venda envolve somente as unidades de recebimento, com capacidade para armazenar 300 mil toneladas de grãos. As duas fábricas de biodiesel, em Passo Fundo, e uma unidade de processamento de soja, em Marialva (PR), não entraram no negócio. A BSBios tem capacidade para produzir 430 milhões de litros ao ano.

Segundo Battistella, a empresa não sofrerá impacto no faturamento, já que a venda das unidades de varejo será compensada pelo aumento de produção na indústria. O negócio, que não terá valores divulgados, será submetido à avaliação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Criada em 2005, a BSBios teve 50% das suas ações vendidas à Petrobras em 2011, por R$ 200 milhões. O dinheiro da negociação com a Cotrijal, no entanto, não será distribuído aos acionistas.

– Nenhum real será dividido. Investiremos todo o dinheiro para atender ao nosso planejamento estratégico no setor de biodiesel – garante Battistella.

Para a Cotrijal, maior cooperativa agropecuária gaúcha e realizadora da Expodireto, esse é o maior investimento da sua história, iniciada há quase 60 anos no Norte do Rio Grande do Sul. Com 5,8 mil associados, teve faturamento de R$ 1,35 bilhão no ano passado.

Com a aquisição das unidades de grãos, a cooperativa poderá incorporar ao seu quadro outros 5 mil produtores – que hoje entregam a produção nas unidades da BSBios. A transição será rápida, em torno de 40 dias, para dar tempo à cooperativa aumentar a capacidade de recebimento na próxima safra de grãos.

* ZH

 

Relacionado

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.