Quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Facebook Twitter Instagram

<< Voltar

Seminário discute exposição humana a agrotóxicos

Publicado em 27.08.2015 11:03

Dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária apontam que, enquanto o mercado mundial de agrotóxicos, nos últimos 10 anos, cresceu 93%, no Brasil, esse índice alcança o percentual de   190%. Para ampliar as discussões que permeiam o tema, o Centro de Eventos da Universidade de Passo Fundo (UPF) recebe, no dia 15 de setembro, o “Seminário regional de vigilância da exposição humana a agrotóxicos”.

Voltado para agricultores, associações e sindicatos de trabalhadores rurais; profissionais de saúde, da agricultura, do meio ambiente e extensionistas rurais; conselheiros de saúde e meio ambiente, gestores de políticas públicas, movimentos sociais; além de escolas e universidades e comunidade em geral, o evento reúne abordagens acerca dos efeitos do mau uso de agrotóxicos, impacto na saúde humana, agroecologia e agricultura tóxica.

Programação

8h: credenciamento
8h30min: abertura
9h: “Agrotóxico – agricultura tóxica”, com Dr. Paulo da Silva Cirne, 1º Promotor de Justiça Especializada de Passo Fundo
9h45min: “Agroecologia – caminhos para a autonomia e segurança alimentar”, com Claudia Petry, engenheira agrônoma e professora da UPF
10h30min: “Impacto dos agrotóxicos na saúde humana”, com Vanda Gariboti, do Centro Estadual de Vigilância em Saúde
11h15min: debate

13h30min: “Programa de análise de resíduos de agrotóxicos nos alimentos”, com Suzana Nitt, do Centro Estadual de Vigilância em Saúde
14h15min: relato de produtores
14h45min: “Efeitos do mau uso dos agrotóxicos”, com Maria Helena Benedetti, engenheira agrônoma da Secretaria Estadual da Agricultura Pecuária e Agronegócios
15h15min: debate
16h: encerramento

Relacionado

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.