Sábado, 24 de agosto de 2019

Facebook Twitter Instagram

<< Voltar

Com fome, foragido pede para ser preso de novo!

Publicado em 23.04.2016 22:57

Durante visita a um cliente no Presídio Regional de Santa Maria, o advogado Bruno Seligman de Menezes presenciou uma cena inusitada: um detento do Presídio Regional de Santa Maria, que cumpre pena no regime semiaberto, apresentou-se espontaneamente depois de passar dias sem retornar à casa prisional. Usuário de crack, o detento teria voltado porque estava com fome.

Depois do fato, Menezes publicou em seu perfil no Facebook a seguinte mensagem: Sobre criminalização da pobreza… Venho ao presídio conversar com cliente e um preso foragido se apresenta espontaneamente. Motivo: fome! Dependente de crack, não tem dinheiro nem pra comprar comida’.

A publicação na rede social foi feita na manhã do último dia 15. De acordo com o advogado, a cena foi relatada por um agente penitenciário e é recorrente:

– Como professor de Direito, debatemos muito as consequências da política de drogas. Isso entristece. O que temos é uma falsa sensação de segurança que acaba criminalizando a pobreza.

Conforme outro agente penitenciário, o detento voltou ao presídio e continua cumprindo sua pena.

Seligman ainda salientou que proibição severa, não diminui o uso. O usuário segue indo até as bocas de fumo e aparelhando o traficante com poder e dinheiro.

– Não consigo ver outro caminho se não repensar a política de drogas. Em um primeiro momento, teríamos de descriminalizar e, em um segundo, legalizar. Teríamos arrecadação tributária, enfraqueceríamos o traficante e também trataríamos de um problema de saúde pública. O dependente poderia procurar ajuda sem temer ser criminalizado.

Relacionado

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.