Sábado, 24 de agosto de 2019

Facebook Twitter Instagram

<< Voltar

Campanha incentiva uso do cinto em lotações de Porto Alegre

Publicado em 25.01.2015 16:54

Medida também poderia ser adotada aqui na região. Alô, autoridades!

Para garantir a segurança dos passageiros, começou nesta sexta-feira uma campanha de conscientização para o uso do cinto de segurança nos lotações de Porto Alegre. Apesar de a obrigatoriedade da proteção estar prevista em lei conforme o Código de Trânsito Brasileiro, praticamente 90% dos passageiros não usam o equipamento.

A campanha promovida pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) também foi impulsionada pelo recente debate em torno do uso do cinto. No início de janeiro, um ônibus da Unesul se envolveu num acidente, em Glorinha, resultando em oito mortes e dezenas de feridos. Na ocasião, foi verificado que as lesões e mortes poderiam ter sido evitadas se os passageiros estivessem protegidos.

A ação de conscientização também traz um alerta para os usuários do transporte seletivo. Apenas no ano passado foram registrados 371 acidentes envolvendo lotações, o que representa mais de um por dia. Apesar do número elevado, não foram registrados passageiros feridos.

Há vários fatores para a não utilização do cinto nos lotações. Uma das justificativas é a falta de costume. Como muitos passageiros dos seletivos são os mesmos do coletivos (ônibus), que não exige o uso da proteção, não há esse hábito. Além disso, há uma certa segurança do passageiro de que não ocorrerá nenhum acidente. “É preciso compreender que no momento que está no trânsito você pode vir a se envolver num acidente, voluntária ou involuntariamente”, afirmou o assessor da gerência de fiscalização da EPTC, Daniel Denardi, que coordenou o início da ação.

A projeção é de que ao longo do ano os agentes visitem periodicamente os pontos de lotação, conversando com motoristas, mas especialmente com passageiros. Para a ação, foi elaborado um panfleto específico, com o conceito de “Uso do cinto nas lotações. Proteja sua vida com um click”. O primeiro local da blitz foi no cruzamento das avenidas Borges de Medeiros e Salgado Filho, onde fica o terminal de diversas linhas de lotação.

A campanha também serve para alertar os usuários para apontarem possíveis falhas nos equipamentos. Ao todo, a frota de lotações em Porto Alegre é de 403 veículos, distribuídas por 29 linhas. Cerca de 60 mil pessoas são transportadas diariamente. As denúncias podem ser feitas pelos telefones 156 (Fala POA) ou 118 (EPTC).

Fonte: Correio do Povo / Divulgação: Portal 21

onibus

Relacionado

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.