Sábado, 21 de julho de 2018

Facebook Twitter Instagram

<< Voltar

Operação Itacaiúnas do Projeto Rondon reúne professores e acadêmicos da UPF

Publicado em 23.07.2015 13:29

Professores e alunos da Universidade de Passo Fundo participam, desde o último dia 16 de julho, da Operação Itacaiúnas do Projeto Rondon, no estado do Pará. Antes de se deslocar ao município de Dom Eliseu, onde ocorre a Operação, o grupo realizou uma ambientação no 52º Batalhão de Infantaria de Selva, na também paraense cidade de Marabá. O processo contou com palestras sobre o Projeto Rondon, realizadas pelo Ministério da Defesa, além de treinamento de selva, desfile militar e abertura oficial da Operação Itacaiúnas 2015.

Em três dias de atividades, a equipe de acadêmicos da UPF já atendeu diretamente cerca de 500 pessoas em toda a região de Dom Eliseu. As oficinas ministradas oferecem temáticas como meio ambiente, trabalho e renda, comunicação social e empresarial, artesanato e tintas naturais, informática, mapeamento participativo, idiomas e intercâmbio cultural. A equipe permanece no Pará até o próximo dia 04 de agosto.

Conhecimento e cultura
Acadêmico do curso de Engenharia de Alimentos da UPF, Vinícius Castoldi avalia que a sensação em estar no Projeto Rondon pode ser descrita por meio de uma palavra: gratidão. “É maravilhoso para nós rondonistas perceber que o nosso objetivo de transmitir conhecimento está sendo alcançado. O sorriso no rosto, a alegria das pessoas em estarem nos recebendo em sua comunidade e a vontade de aprender nos faz perceber a importância dessa troca de conhecimento e cultura”, destaca.

A comunidade também colhe os resultados das ações desenvolvidas durante a Operação. A diretora da Escola Arnaldo Antônio, do município de Dom Eliseu, professora Joana, acredita que a troca de experiências transforma a realidade local. “O projeto está sendo maravilhoso devido à participação da comunidade, onde está ocorrendo a troca de cultura. Pude observar, já no primeiro dia, no semblante dos alunos, a satisfação nos olhos dos jovens em participar das oficinas. É algo que vai ficar para sempre na memória dos alunos”, aponta. Diretora da Escola Ana Fachetti, na mesma cidade, a professora Miriam enfatiza a opinião de Joana: “O nosso município é muito carente. Os jovens não têm oportunidade de frequentar universidades. Com o projeto, a gente percebe que eles têm uma perspectiva de futuro”, declara.

A Operação
A Operação Itacaiúnas é realizada nos estados do Pará e do Tocantins. A ação contempla 15 municípios atendidos, 298 rondonistas voluntários e 30 Instituições de Ensino Superior participantes. O Projeto Rondon, coordenado pelo Ministério da Defesa, é um projeto de integração social que envolve a participação voluntária de estudantes universitários na busca de soluções que contribuam para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes e que ampliem o bem-estar da população.

Na UPF, as ações do Projeto Rondon acontecem por meio da Vice-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários (VREAC). Além de Vinicius Castoldi, participam da Operação Itacaiúnas Cindiele Karen Zen – Engenharia de Alimentos; Eluane Parizotto Seidler – Administração; Giovana Sturm Sachet – Jornalismo; Luis Henrique Brock – Arquitetura; Mariza de Almeida – Ciências Econômicas; Renata Panisson – Engenharia Ambiental e Thereza Panisson Lemos – Arquitetura. Os alunos estão sendo acompanhados pelos professores Ana Maria Migott e Rodrigo Marciano da Luz.

 

ron ron2

Relacionado

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.