Segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Facebook Twitter Instagram

<< Voltar

UPF homenageia professores jubilados

Publicado em 24.11.2015 13:35

Emoção e gratidão marcaram mais um ato solene de jubilamento na Universidade de Passo Fundo (UPF). Realizada na reunião do Conselho Universitário (Consun), nesta terça-feira (23), a solenidade reuniu a Reitoria, professores, amigos e familiares dos docentes que completaram 70 anos e, por isso, deixam de fazer parte do quadro docente  da Instituição. Receberam a homenagem os professores da Faculdade de Medicina (FM) Gilberto Tadeu Ferrugem de Oliveira e Paulo Sergio Crusius e o professor da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária (FAMV) Roque Gilberto Annes Tomasini. Não puderam comparecer, mas também foram jubilados, os professores Emílio Trentin, do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH), e Roberto Alves Azambuja, também da Faculdade de Medicina.

A atividade contou com a presença do reitor José Carlos Carles de Souza, da vice-reitora de Graduação Rosani Sgari, do vice-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação Leonardo José Gil Barcellos, da vice-reitora de Extensão e Assuntos Comunitários Bernadete Dalmolin e do vice-reitor Administrativo, Agenor Dias de Meira Junior, além dos diretores da FAMV, Hélio Carlos Rocha, e da FM, Gilberto Bortolini, e demais professores, diretores e coordenadores.

O reitor agradeceu o trabalho e os anos de convivência com os homenageados, enaltecendo a qualidade dos ensinamentos passados ao longo dos anos. “Este é o momento em que a Universidade reconhece os professores que decidiram ficar na Instituição até o limite estabelecido. Sabemos que poderiam ficar muito mais. São professores que dedicaram a vida à docência, oferecendo seus conhecimentos e experiências”, pontuou.

O professor Gilberto Bortolini falou em nome do Conselho. Emocionado, ele destacou algumas experiências vividas com os homenageados e a dedicação ao ensino, à pesquisa e à extensão. “Exercer a docência significa disponibilidade, doação, orientação, tutoria, participação ativa e relação entre professor e aluno, transformando uma gema valiosa em uma gema lapidada. Se aqui estão, é porque conseguiram despertar no aluno o interesse científico, orientá-lo para resolver os problemas inerentes à sua profissão, foram modelos em que os jovemns puderam se espelhar e transformaram a sociedade em lugar mais justo e competente”, frisou.

Roque Tomasini foi o representante dos homenageados. Segundo ele, tudo que foi vivido servirá de inspiração para os próximos momentos da vida, que segue com novas possibilidades. “Aqui estamos com a sensação de dever cumprido, de termos feito o melhor possível. A vida agora segue e novas possibilidades e caminhos se abrem. Fica o amor eterno pela Instituição e o carinho pelos alunos e colegas que passaram pela nossa história”, declarou.

A solenidade contou com a apresentação artística do maestro Rodrigo Ávila.

 

Relacionado

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.