Quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Facebook Twitter Instagram

<< Voltar

1º Torneio Leiteiro buscará incentivar produtores

Publicado em 03.09.2015 10:34

Com objetivo de valorizar os produtores do setor leiteiro, a Administração Municipal através da Secretaria de Agropecuária e Desenvolvimento Rural em parceria com a Emater/RS – ASCAR e Sindicato dos Trabalhadores Rurais está organizando o 1º Torneio Leiteiro.

O evento, que será realizado durante o mês de outubro, visa além de incentivar, promover a pecuária regional, difundindo e incrementando o consumo de leite e seus derivados, promover reunião de técnicos e criadores objetivando maior difusão de conhecimentos e aperfeiçoamento de métodos destinados ao aumento de produção e da produtividade do rebanho leiteiro.

Também oportunizará aos produtores obter maior conhecimento a partir de orientação técnica a respeito de manejo e alimentação. Demonstrará ainda através dos animais concorrentes o grau de desenvolvimento da pecuária leiteira municipal, estadual e nacional.
A competição também tem como objetivo promover entre os produtores a ação educativa visando ganho de produtividade, melhoria da qualidade do leite e melhoramento genético dos  animais participantes.
Haverá uma comissão central para preparação do Torneio Leiteiro, formada por representantes da Secretaria de Agropecuária e Desenvolvimento Rural, Administração Municipal, Emater/RS – ASCAR, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, produtores de leite da região participantes ou não do torneio e representantes de entidades de classe ligadas ao setor.

A Comissão Central preparará a programação e organização do Torneio, realizará as inscrições e formará a Comissão Técnica do evento, constituída por dois coordenadores, médicos veterinários ou zootecnista e cinco assistentes representantes das classes envolvidas no evento que terá como função a orientação e fiscalização das ordenhas, organização e realização das pesagens do leite.
Também deverão estar presentes os membros das Comissões Organizadora, Fiscalizadora e de Pesagem 30 minutos antes de cada ordenha na propriedade a ser avaliada.
Poderão participar todos os produtores rurais que se dediquem à bovinocultura leiteira, com comprovação fiscal mensal. Os interessados poderão fazer suas inscrições na sede da prefeitura municipal, junto a Secretaria de Agropecuária Rural, no período de 15 a 30 de setembro.
Os produtores poderão inscrever todo o seu rebanho em produção na categoria média de produção por rebanho, sendo no mínimo 10 animais em lactação, que em hipótese alguma poderão ser substituídos por outros animais após a primeira ordenha.

Para cada animal inscrito a Comissão técnica exigirá documentos de sanidade emitidos por Médico Veterinário credenciado de acordo com as exigências em vigor do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e da Inspetoria de Defesa Agropecuária do Estado do Rio Grande do Sul (SEAPA/RS). Em toda receita dos médicos veterinários indicados pela Comissão Técnica, será colocado o “de acordo” do proprietário ou responsável pelo animal para qualquer aplicação de medicamento durante o transcorrer do Torneio Leiteiro, sendo que a aplicação de qualquer substância injetável via oral ou nasal, salvo ocitocina injetável, sem prévia autorização por escrito de um médico veterinário indicado pela Comissão Organizadora, acarretará na desclassificação do animal e do rebanho da competição.

Para os animais que serão ordenhados com ordenha mecânica, o teste dos equipamentos será obrigatório antes de cada ordenha, notificando a Comissão Organizadora caso ocorra algum imprevisto. A Comissão Organizadora também não se responsabiliza por nenhum imprevisto decorrente da falha de manutenção dos equipamentos pertencentes aos concorrentes, dando prosseguimento ao evento.
Os animais serão classificados entre Categoria Média de Produção por Rebanho e Categoria Melhor Vaca ou Novilha. Os animais inscritos não serão separados por raça, bem como não serão exigidos registros genealógicos dos mesmos, sendo aceitos nas mesmas categorias animais puros e mestiços, concorrendo juntos.

A ordem das datas de ordenha nas propriedades inscritas a serem acompanhadas pela Comissão será determinada por sorteio, assim não beneficiando nem prejudicando nenhum concorrente. As ordenhas serão manuais ou com ordenhadeiras mecânicas, em número de duas, dentro das 24 horas, em um total de seis ordenhas em 72 horas, sendo o mesmo número de ordenhas para ambas as categorias.

Todas as ordenhas terão duração máxima de 20 minutos, para cada animal, obedecendo a partir da primeira ordenha a mesma ordem dos animais ordenhados de cada participante, até a última ordenha. Durante o processamento das ordenhas só poderão ter ingresso ao recinto, os ordenadores e componentes das Comissões Organizadora e Fiscalizadora devendo ser observado total silêncio e menor movimentação possível. O procedimento de ordenha do animal com cria ao pé ou não, na primeira ordenha, obrigatoriamente será repetido nas demais ordenhas.
As pesagens serão efetuadas após cada ordenha na presença dos concorrentes, dos membros das Comissões Organizadora e Fiscalizadora, com balança oficial do Torneio. Somente será pesado o leite que se enquadrar nas condições normais de higiene.

As pesagens das categorias individuais serão realizadas por aparelho medidor específico de leite e a pesagem da produção média do rebanho será realizada através de uma régua medidora no resfriador ou tarro após cada ordenha. As pesagens serão anotadas o mais exato possível em fichas apropriadas, com cópias que serão fornecidas aos proprietários ou responsáveis pelo animais concorrentes.

Entre as diversas premiações terá serviço de transferência de embrião por FIV e doses de sêmen sexado para fêmeas. Também haverá sorteio de brindes a produtores participantes e presentes no evento de premiação.
De acordo com o prefeito Edilson Romanini, é um evento que valoriza os produtores de leite do município. “Como forma de incentivar os produtores a participar de competições que auxiliem a melhorar ainda mais a produção na propriedade, a Administração está realizando em parceria com entidades o 1º Torneio Leiteiro, onde estamos com ótimas expectativas de participação. Convidamos todos os produtores do município para participar, pois além da competição, também será uma oportunidade de adquirir mais conhecimentos”, frisou Romanini.

De acordo com o secretário de Agropecuária e Desenvolvimento Rural, Pedrinho Pancotte, o Torneio é de extrema importância para o desenvolvimento do setor leiteiro. “Estamos trabalhando para que a agricultura do nosso município se desenvolva cada vez mais, pois Nova Alvorada é um município basicamente agrícola, e para isso estamos organizando o torneio que além de valorizar a classe, também oportuniza conhecimento aos produtores novalvoradenses”, comentou.

O veterinário da Inspetoria Veterinária, Tiago Krug também está trabalhando na coordenação do 1º Torneio Leiteiro. “O evento é muito importante para o município e também para os produtores que irão poder ter uma avaliação dos animais de sua propriedade”, disse Tiago.

Relacionado

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.