Quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Facebook Twitter Instagram

<< Voltar

Polícia Federal vai investigar denúncias de crimes eleitorais em Muliterno

Publicado em 31.05.2016 22:29

felipe lisboa abrcellos

Acusações partiram tanto dos partidos do governo quanto os da oposição no município.

Em entrevista concedida nesta terça-feira à Rádio Lagoa FM, de Lagoa Vermelha, o Promotor de Justiça, Felipe Lisboa Barcellos (foto), confirmou que está sendo analisado algumas denúncias com suspeitas de crimes eleitorais no município de Muliterno, que pertence a 28ª Zona Eleitoral, cuja sede é em Lagoa Vermelha.

As denúncias analisadas pela Justiça são referentes a possíveis fraudes de domicílio eleitoral. Segundo relataram os denunciantes, pessoas transferiram o título para o município, sem possuir qualquer vínculo com a cidade, tais como bens imóveis, o que é obrigatório pela Justiça Eleitoral.

Os acusados teriam transferido o título ao município apenas para ajudar determinados partidos e candidatos nas eleições de outubro de 2016. Segundo fontes informaram ao Portal 21, ruas com no máximo 4 residências teriam cerca de 50 eleitores.

Como as denúncias também foram protocoladas na Justiça Eleitoral, cujo âmbito é Federal, as acusações serão investigadas pela Polícia Federal.

Havendo comprovações de irregularidades, as pessoas que cometeram os atos responderão por falsidade, crimes eleitorais e até penais. Seria prudente que, caso haja alguém envolvido nisso, procurar a Promotoria de Justiça e se antecipar para explicações e, quem sabe, poder corrigir eventual falha.

Segundo o Promotor de Justiça, as denúncias partiram tanto dos partidos da situação quanto os da oposição. Todos os casos denunciados referem-se ao último cadastramento, realizado no início de maio deste ano.

O caso segue sendo apurado. O Portal 21 acompanhará os fatos.

Relacionado

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.