Quinta-feira, 21 de junho de 2018

Facebook Twitter Instagram

<< Voltar

Em encontro com Turra, Ministério da Agricultura promete ações contra escassez de milho

Publicado em 19.01.2016 17:21

 

turaaa

19/01/2016.

Em encontro com o presidente-executivo da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra, ocorrido hoje, em Brasília (DF), o ministro-interino de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, André Nassar firmou o compromisso de realizar ações incisivas contra a forte elevação e a escassez de milho nos polos de produção.

Na reunião, que contou com a presença do vice-presidente de aves da ABPA, Ricardo Santin, e com presidentes e diretores de empresas e entidades estaduais associadas, Turra destacou o cenário crítico enfrentado pela avicultura e a suinocultura do país, impactadas pelo crescimento nos custos e a escassez de milho em diversas praças, gerando altas especulativas no preço do cereal.

“Nós entendemos que o produtor deve ser remunerado adequadamente.  Bons preços no milho ao produtor significam, também, uma boa safra.  O que preocupa é a alta exagerada baseada em especulação.  Em um momento crítico para nossa economia, com recessão já anunciada, aumentar custos de produção é penalizar não apenas quem produz, mas também a população consumidora.  É uma inflação provocada não por problemas climáticos, mas pela ação de atravessadores”, destaca o presidente da ABPA.

Ao ministro-interino, Turra, Santin e os associados da ABPA solicitaram a realização de leilões de milho em polos demandantes, além da disponibilização de estímulos para a próxima safra do cereal, para garantir uma oferta homogênea nos Estados.

“O Governo acompanha com muita atenção este tema e já informou, neste encontro, que realizará leilões de volumes expressivos de milho.  Além disso, o ministro-interino destacou que o Ministério está tranquilo quanto ao estoque de passagem, que seguirá acima de 10 milhões de toneladas no ano.  A colheita da primeira safra deverá chegar a 27,5 milhões de toneladas e acontecerá em época com menores níveis de exportação. O mais importante é que o ministro-interino, respaldado pela Ministra Kátia Abreu, afirmou que o Governo não deixará a especulação assumir o mercado, valorizando o abastecimento interno e os embarques de proteína animal que, agora, conquistam novos mercados”, detalhou Turra.

Relacionado

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.