Segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Facebook Twitter Instagram

<< Voltar

Brasil ocupa o 4º lugar no mundo em número de mortes causadas por acidentes do trabalho

Publicado em 23.05.2016 15:16

lider - Copia

De acordo com um estudo realizado pela OIT (Organização Internacional do Trabalho), o Brasil ocupa o 4º lugar em relação ao número de mortes causadas por acidentes do trabalho. Para mudarmos este cenário, não basta apenas investimentos em equipamentos de proteção individuais (EPI’s) e fiscalização. Estes são elementos fundamentais, porém, do que adianta tudo isso se não houver educação e conscientização do colaborador sobre Saúde e Segurança no Trabalho?

Os trabalhadores devem ser orientados a se livrar de preconceitos, manias e pensamentos que podem colocar suas vidas em risco e aprender que simples detalhes fazem diferença quando o assunto é proteção.

1) “Nunca acontecerá comigo”

Apesar de ninguém sair gritando esta frase, muitos de nós já pensamos nela, mesmo que inconscientemente. Ela vem de um pensamento equivocado de que acidentes podem acontecer com qualquer pessoa, menos com si próprio; porém, são os pequenos descuidos que levam muitas vidas e os índices de acidentes no país acabam subindo.

2) “Sou um ótimo profissional, por isso não preciso de EPI’s”

O excesso de confiança é um grande perigo que ronda o consciente da pessoa e, para mudar este pensamento é necessário desenvolver conversas sérias, ressaltando que qualquer funcionário é obrigado a fazer uso dos equipamentos. Não é porque você está usando EPI que não é um bom trabalhador. Muito pelo contrário. Se você é um bom profissional usará a proteção necessária para si mesmo e também, fará questão de dar exemplo aos demais colegas. E, ainda, orientará aos outros sobre a importância de cuidar de sua saúde e sua segurança.

3) “Não uso EPI’s, porque são desconfortáveis”

Se você se sente desconfortável ao usar qualquer EPI, fique atento, pois o seu uso ou tamanho pode estar incorreto! Além disso, este é um pensamento que vem principalmente de pessoas mais velhas, já que, no passado, alguns EPI’s não tinham o conforto e a tecnologia que são exigidos atualmente. Converse com eles e veja qual a reclamação, pois poderá ser solucionada o mais rápido do que espera.

4) “Quanto mais rápido trabalhar, mais tempo terei”:

Nunca o ditado “a pressa é inimiga da perfeição” fez tanto sentido. É comum que em obras e empresas, trabalhadores optem por fazer todo o seu trabalho da forma mais rápida possível. Esse comportamento, além de resultar em um trabalho mal feito, aumenta exponencialmente o risco de acidentes. Use o tempo que for necessário para fazer o seu trabalho de forma segura e eficaz. Atualmente, muitas empresas ainda não dão valor para um trabalho seguro, porém, em outras o trabalho executado com segurança e atenção, leva o tempo que for necessário para a conclusão e ainda a produtividade é muito maior. Quanto mais o trabalhador sentir-se seguro e perceber que o empregador se preocupa com ele, maior será a produtividade individual e gradativamente da equipe de trabalho.

Faça sempre todo o necessário para se proteger! Participe de cursos de capacitação em segurança do trabalho, use os EPI’s recomendados para sua profissão e, ao trabalhar, dê atenção total à atividade que está desempenhando. Seja você o maior interessado em sua vida!

*Luis Nilmar da Rosa – Líder Equipamentos de Proteção

lider

Relacionado

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.