Quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Facebook Twitter Instagram

<< Voltar

PRF recupera no Paraná carros que foram furtados no RS

Publicado em 01.03.2016 14:45

carros

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) recuperou na madrugada desta terça-feira (1º) na região oeste do Paraná dois carros furtados no Rio Grande do Sul.

Um Kia Cerato foi abordado pelos policiais rodoviários federais à 00h30min, no município de Quatro Pontes (PR), na BR 163. Com placas clonadas, o automóvel tinha indícios de adulteração de seus sinais identificadores. O motorista, de 21 anos de idade, apresentou um documento falso do veículo para tentar enganar a fiscalização. Ele estava acompanhado por uma mulher de 42 anos, que inicialmente havia se apresentado como proprietária do carro.

Os dois foram presos em flagrante pelos crimes de receptação e uso de documento falso. Após descobrir a placa original, a equipe da PRF constatou que o carro tinha alerta de furto, registrado em novembro de 2014 na cidade de Caxias do Sul (RS). A PRF encaminhou o carro recuperado e o casal preso para a Delegacia da Polícia Federal em Guaíra.

O segundo carro foi recuperado por outra equipe da PRF, em Guaíra (PR). Por volta de 4h30min da madrugada, os policiais rodoviários federais abordaram uma caminhonete Chevrolet S10 que transitava pela BR 272. O veículo também tinha placas clonadas. O motorista, de 30 anos, não portava nenhum documento. Ele admitiu ter sido contratado para levar a caminhonete de Passo Fundo (RS) até Guaíra.

Após descobrir a placa original, os policiais rodoviários federais verificaram que o veículo havia sido furtado no último dia 20 de fevereiro, em Carazinho (RS). A caminhonete apresentava indícios de arrombamento. Dentro dela, a equipe da PRF encontrou uma chave “micha”, provavelmente utilizada durante o furto. A PRF encaminhou a caminhonete recuperada e o homem, preso por receptação, para a Delegacia da Polícia Civil em Guaíra.

*Portal Gazeta

Relacionado

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.