Terça-feira, 17 de setembro de 2019

Facebook Twitter Instagram

<< Voltar

Homem que provocou acidente com 4 mortes na BR 386 é condenado a 5 anos de prisão

Publicado em 24.06.2016 17:17

Terminou à 00h31min desta sexta-feira (24) em Carazinho o julgamento de Ivonei da Silva Cherini, 30 anos, que estava sendo acusado pela morte de quatro pessoas em acidente de trânsito ocorrido no dia 18 de junho de 2011, na BR 386, em Santo Antônio do Planalto. Além dos óbitos, uma pessoa ficou ferida.

Na decisão, foram desclassificados os delitos para homicídio culposo, quatro vezes, e lesão corporal uma vez, na direção de veiculo. Ficou fixada a condenação de 5 anos e 3 meses de detenção, a ser cumprida em regime inicialmente semiaberto, além da pena de suspensão ou proibição de se obter a permissão de dirigir veiculo automotor pelo prazo de 3 anos. O réu vai apelar em liberdade.

A sessão foi presidida pelo Juiz de Direito Guilherme Freitas Amorim, titular da 1ª Vara Criminal da Comarca de Carazinho.

Conforme o processo, Ivonei dirigia um veículo Ford/Ranger, sem placas, cor vermelha. Morreram na ocasião Anderson Canabarro de Mello, Roseni Canabarro de Mello, Guilherme de Freitas Mello, Patrícia Acosta de Freitas. Vinícius Canabarro de Mello foi o sobrevivente.

Conforme a denúncia, na condução do veículo, após ter ingerido bebida alcoólica, conforme exame clínico, o acusado trafegava em alta velocidade na rodovia, sentido Carazinho/Soledade, invadiu a pista contrária e atingiu o automóvel VW/Santana, placas CPR 2178, cor branca, no qual estavam as cinco vítimas, das quais apenas se salvou Vinícius Canabarro de Mello, que estava sentado no banco do caroneiro, dizimando uma família inteira. “O resultado somente não foi letal também para a vítima Vinícius, porque ele teve a sorte de estar sentado no banco do caroneiro, onde não restou atingido diretamente, embora também tenha ficado lesionado, tendo recebido atendimento médico e hospitalar. O acusado, ao dirigir sob a influência de álcool, em alta velocidade e invadindo a pista contrária, assumiu o risco dos resultados ocorridos, agindo com evidente dolo eventual”.

O réu é irmão do deputado federal Giovani Cherini.

*Portal Gazeta

Relacionado

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.