Sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Facebook Twitter Instagram

<< Voltar

Estimativa aponta que mais de 5 mil gaúchas recebam o diagnóstico de câncer de mama neste ano

Publicado em 27.03.2016 17:16

estimativa

O alerta surgiu durante 1º Simpósio de Câncer de Mama, realizado pelo CTCAN, em Passo Fundo. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), atualmente, a maior parte dos tratamentos para pessoas com a doença ainda é muito agressiva, mas ao ser diagnosticado em fases iniciais, as taxas de cura podem chegar a 90%.

Segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Mastologia, Dr. Ruffo Freitas Jr., nos últimos cinco anos, a incidência de novos casos de câncer de mama aumentou para 5 mil a cada ano.

Ainda, segundo o oncologista a taxa de mortalidade vem reduzindo no Rio Grande do Sul. Enquanto aqui, o índice é de 6 pessoas doentes por 100 mil, no Norte e Nordeste a taxa é de 14 por 100 mil pessoas.

Conforme o oncologista clínico do CTCAN de Passo Fundo, Álvaro Machado, desde o ano passado os médicos passo-fundenses podem ter acesso ao SISMAMA, o Sistema de Informação do Câncer de Mama.

Com isso, os profissionais identificam as mamografias realizadas pela população de Passo Fundo e região. Por outro lado, o médico explica que falta conscientização das pacientes na busca por diagnósticos.

Conforme a Sociedade Brasileira de Mastologia, os fatores de risco de câncer de mama incluem o histórico familiar, obesidade, sedentarismo e antecedente de patologias mamárias. Por outro lado, estima-se que por meio da alimentação, nutrição e atividade física é possível reduzir em até 28% o risco da mulher desenvolver a doença.

Relacionado

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.