Segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Facebook Twitter Instagram

<< Voltar

Cirurgia com LASER inédita para próstata é realizada no HSVP

Publicado em 11.05.2016 14:48

cirurgia

Pioneirismo é um dos valores institucionais que movem o Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) de Passo Fundo. Nas mais diversas especialidades médicas aplica-se técnicas avançadas com o propósito de resolver o problema do paciente e possibilitá-lo uma melhor qualidade de vida. A área da urologia seguiu à risca este valor e inovou ao realizar, pela primeira vez em Passo Fundo, a cirurgia de laser para próstata com a técnica HOLEP (Holmium LASER Enucleation of the prostate – Enucleação da Próstata com LASER de Holmium).

No dia 15 de abril, o Departamento de Urologia da Associação Médica do Planalto Médio (AMEPLAN), presidido pelo urologista Eduardo Scortegagna, em parceria com o HSVP, viabilizou o procedimento inédito. O evento iniciou com aula teórica ministrada pelo instrutor Dr. Felipe Figueiredo, do Rio de Janeiro, que representa a empresa Anser, detentora do aparelho de LASER e que fez a demonstração do equipamento. Após este momento, o grupo foi para a prática no Centro Cirúrgico do HSVP, com a realização de duas cirurgias utilizando a nova técnica.

Os urologistas da AMEPLAN que participaram do evento científico foram Dr. Eduardo Scortegagna, Dr. Daniel Gobbi, Dr. Leandro Kruel, Dr. Marcelo Justo Sostruznik, Dr. Jorge Winckler e Dr. Leonardo Garbin. Eles afirmaram que o denominado procedimento HOLEP é padrão em grandes centros de urologia do mundo, e que deverá substituir a cirurgia aberta convencional. A técnica consiste na introdução via uretral de um aparelho, acoplado a uma microcâmera, que mostra a próstata em uma tela de vídeo de alta definição, para que o cirurgião possa fazer o procedimento com toda segurança. “Esta técnica é indicada para pacientes com próstatas grandes com ou sem cálculos de bexiga. Tem o benefício adicional de poder ser realizada em alguns pacientes que fazem uso de medicamentos antiagregantes plaquetários (muito usados atualmente para tratamento de doenças cardiovasculares). O aparelho de LASER também é utilizado para tratamento do cálculo renal”, explicaram os urologistas.

Nas duas cirurgias realizadas no HSVP os pacientes apresentavam próstatas volumosas, que causam obstrução do fluxo de urina, podendo levar à complicações como retenção urinária, infecções e formação de pedras na bexiga. Nos dois casos foram realizadas a retirada do “miolo” da próstata para desobstrução do fluxo urinário, sendo que um dos pacientes tinha cálculo de bexiga de 3,5 cm, que foi inicialmente pulverizado pelo LASER, para depois fazer a cirurgia de próstata. Segundo os especialistas, ambos os casos foram efetuados com sucesso e os pacientes tiveram evolução favorável, com melhora rápida.

Entre as vantagens do novo método, os urologistas destacaram que o HOLEP mostrou-se mais eficiente em relação a estudos comparativos de outras técnicas cirúrgicas, por apresentar baixos índices de complicações, menor taxa de reaparecimento da doença, recuperação mais ágil e confortável para o paciente. “Os aspectos notavelmente benéficos para os pacientes são rápida recuperação e consequente retorno às atividades normais, de forma mais precoce, após a cirurgia com o uso do LASER”.

Relacionado

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.